BG

Nova tecnologia de milho VT PRO 3 protege a cultura contra larva alfinete

Além da proteção contra pragas de raiz, nova tecnologia da Monsanto oferece tolerância ao herbicida glifosato e proteção das principais pragas aéreas do milho
  

Os produtores de milho do Sul do País terão, a partir da próxima safra, uma nova tecnologia desenvolvida pela Monsanto que traz três soluções em um mesmo produto. O VT PRO 3™ protege a lavoura contra a larva alfinete, possui ação contra as principais pragas que atacam a cultura do milho e é tolerante ao herbicida glifosato. A nova tecnologia chega ao mercado recomendada aos agricultores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Sul de São Paulo.

VT PRO 3™ é a primeira tecnologia voltada à proteção da raiz do milho contra o ataque da Diabrotica speciosa (conhecida como larva alfinete). A praga fica escondida sob o solo e se alimenta das raízes do milho, diminuindo a capacidade de absorção de água e nutrientes, e reduzindo o potencial produtivo da lavoura. Pesquisa realizada na safra 2012/2013 mostrou que a perda de produtividade provocada pelo ataque da larva alfinete pode chegar a 20%.

A tecnologia também é eficiente contra as principais pragas aéreas que atacam as folhas, colmo e espiga da cultura (*lagarta do cartucho, broca do colmo, lagarta da espiga e lagarta elasmo). Já a tolerância ao herbicida glifosato possibilita um manejo eficiente das plantas daninhas.

"A tecnologia VT PRO 3™ apresenta duas proteínas Bts para a proteção das principais lagartas da parte aérea do milho e uma proteína Bt específica contra a larva alfinete. Por contar com modos diferentes de ação de proteínas Bts, a tecnologia reduz a possibilidade de pragas alvo desenvolverem resistência", explica Márcio Santos, diretor de Estratégia e Gerenciamento de Produto da Monsanto.

*Em regiões com alta infestação, recomenda-se o monitoramento da lavoura (Escala Davis), para acompanhar a eficácia na proteção de S. Frugiperda pela tecnologia  VTPRO3 e recomendação do manejo através de aplicações de inseticidas, caso ocorra índices maiores de 20% de plantas com “cartucho” apresentando injúrias da lagarta-do-cartucho”. Assim, a adoção de Programas de Manejo Integrado de Pragas (MIP) (Pedigo, 1989) para o manejo da S. frugiperda mesmo no milho  VTPRO3  é de fundamental importância para o acompanhamento na proteção eficiente dessa praga na cultura.
© Copyright • Dekalb